Decantador de Vinho

Veja agora tudo sobre decantador de vinho

É realmente preciso usar um decantador de vinho? O aroma muda caso eu não faça esse processo antes? Devo ter mais de um decanter em casa?

Por quanto tempo preciso usar o aparelho? Essas são algumas das principais dúvidas de quem começou a se aventurar pelo mundo dos vinhos.

Na verdade, essas perguntas são bastante comuns. Afinal, o decantador é como um processo “a mais” na hora de degustar o vinho e nem todo mundo conhece a importância do aparelho.

Se você se enquadra nesse grupo de pessoas, não se preocupe. Ao longo desse artigo, você entenderá exatamente qual é a função do decanter e como ele pode melhorar significativamente a sua experiência com o vinho.

Por isso, não deixe de ler o artigo até o final!

Pronto? Então vamos começar?

O que é e para que serve o decantador de vinho?

Decantador de Vinho

O decanter é um aparelho que tem basicamente duas funções. São elas:

Remover sedimentos do vinho

Quando um vinho repousa por muito tempo, ele começa a formar pequenos sedimentos de taninos, ácido tartárico e pigmentos. Todas essas substâncias fazem parte do processo de fabricação da bebida e não são ruins.

Porém, elas podem alterar o sensorial da sua taça.

Eles são formados principalmente em vinhos tintos repousados por mais de 5 anos. Como você provavelmente já sabe, existem algumas versões das uvas cujo sabor fica melhor quando ele descansa por muito tempo.

Então, para aproveitar melhor o aroma, faz-se o uso do decantador de vinho para retirar esses sedimentos.

Para isso, você deve derramar o líquido no decantar até que os sedimentos apareçam. Então, ele estará pronto para o consumo.

Lembre-se de que não é necessário descartar o líquido remanescente na garrafa. O único porém é que ele será composto também por esses pequenos sedimentos, mas você pode usar o decantador mais uma vez para se livrar deles.

Oxigenação do vinho

A outra função do decantador é a oxigenação do vinho. Como o líquido fica na garrafa por muito tempo, ele não entra em contato com o ar, fazendo com que ele tenha esse aroma de “fechado”.

A oxigenação é importante principalmente se você quiser provar a garrafa antes de esperar o tempo de repouso do vinho.

Ou seja, se o rótulo indica a espera de 5 anos para a degustação, você pode utilizar o decanter para acelerar o processo de oxigenação. Dessa forma, é liberado um aroma mais suave que melhora o sensorial do vinho.

Por quanto tempo eu devo usar o decantador de vinho?

O tempo de uso do decanter varia de acordo com o seu objetivo. Se você pretende se livrar dos pequenos sedimentos que citamos acima, então o processo é mais rápido.

O ideal é que você abra a garrafa logo antes de consumí-lo, adicione o líquido ao equipamento e sirva em seguida.

Já a oxigenação é um processo que demora um pouco mais. Nesse caso, o ideal é que você utilize o decantador por aproximadamente 4 horas. Porém, se o vinho for novo e jovem, o processo pode ser ainda mais demorado.

Em ambos os casos, é importante que você mantenha a garrafa na posição vertical por pelo menos 12h antes de começar o processo.

Todos os vinhos precisam passar por um decanter?

A grande verdade é que o decantador de vinho não é um objeto imprescindível na hora de degustar. Porém, como você viu acima, ele pode criar uma experiência ainda mais incrível ao provar um vinho novo.

Afinal, ele aprimora o sabor e até mesmo a textura da bebida escolhida.

Portanto, a resposta é que não, não são todos os vinhos que precisam necessariamente passar pelo decanter. Porém, vale a pena respeitar o tempo de repouso de cada bebida.

Caso você deseje consumir antes, então o ideal é que você utilize o aparelho para acelerar o processo de oxigenação.

Da mesma forma, se você é o tipo de pessoa que não gosta de sedimentos no vinho, então o equipamento é ideal para você.

Como escolher o melhor decantador de vinho?

Assim como existem duas funções para o decanter, há também dois tipos diferentes de equipamentos. O decantador utilizado para se livrar dos sedimentos conta com uma base estreita e um pescoço fino.

Assim, o líquido não passa pelo processo de oxigenação de forma intensa, já que esse não é o seu objetivo.

Para esse último caso, o decantador recomendado tem sua base mais larga e um formato horizontal. O objetivo desse formato é forçar a oxigenação e intensificar o sabor do vinho.

O modelo ideal depende do que você pretende. Porém, para um bom amante de vinhos, ter os dois é a solução perfeita para sempre ter uma taça pronta em casa!

Saiba essa e mais técnicas profissionais sobre vinho em um dos cursos online que analisamos nesse link.

Se você ainda tiver dúvidas sobre o assunto ou quiser compartilhar seus modelos favoritos de decantador de vinho, deixe o seu comentário no espaço abaixo para que possamos ajudá-lo.

Não esqueça também de compartilhar o nosso artigo nas redes sociais.

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *