Degustação de Vinho

5 Dicas de como Fazer Degustação de Vinho

Você sabe como fazer degustação de vinho como um profissional? Pode parecer besteira, mas quem aprecia essa bebida sabe como é precioso poder provar diferentes nuances da bebida.

Uma boa degustação é como uma viagem ao redor do mundo. Afinal, apenas pelo sabor, é possível conhecer diferentes culturas e povos.

Isso porque o vinho é uma bebida que precisa de um processo de fabricação específico. Sendo assim, desde a escolha das uvas até a conservação (que pode, inclusive, precisar de anos de repouso), cada etapa é importante para virar a bebida perfeita em sua taça.

Toda essa meticulosidade exige também um processo de degustação específico. Então se você quer se aventurar por esse mundo, esse é o artigo perfeito para você!

Se você quer aprofundar no assunto e se tornar um expert em vinhos, veja o nosso ranking dos melhores cursos de vinho online.

Escolha a taça ideal para degustação do vinho

O primeiro passo para uma boa degustação é a escolha do recipiente. Assim o utensílio mais indicado no caso do vinho é a taça de cristal. Geralmente, essas taças são baixas e contam com bojo médio e boca fechada.

Aliás, esse é, inclusive, o recipiente indicado para profissionais pela ISO (sistema universal de qualidade).

No caso da degustação de mais de um tipo de vinho, é importante que você tenha taças iguais para experimentar. Isso porque o formato da taça pode influenciar no sabor.

Evite usar perfumes e desodorantes com cheiro forte

Outro fator muito importante na hora de fazer degustação de vinho é a ausência de odores externos.

Isso porque como a degustação envolve os 3 sentidos (visão, olfato e paladar), qualquer cheiro que não seja o do vinho pode atrapalhar o procedimento.

Você provavelmente já sentiu o cheiro de alguma das suas comidas favoritas e imediatamente sentiu o gosto na boca. Isso acontece porque esses dois sentidos são muito conectados.

Sendo assim, o uso de qualquer perfume ou até mesmo desodorantes com cheiro forte pode atrapalhar a degustação.

O mesmo vale para cozinhas. Seja em casa ou em restaurantes, é importante se manter afastado de qualquer odor na hora da degustação para que nada possa interferir no seu paladar.

Cuide da sua higiene bucal

O paladar é um sentido muito aguçado, mas que pode ser prejudicado pela má higiene bucal. Por receber diversos alimentos, é comum o acúmulo de bactérias que podem atrapalhar o seu sensorial.

O ideal é que antes de começar a degustação você escove e higienize bem os dentes e a língua. Além disso, é importante também hidratar-se para melhorar o seu paladar e até mesmo o olfato.

Preste atenção no cheiro na hora da degustação do vinho

Degustação de Vinho

Tipos diferentes de vinho possuem cheiros característicos. O olfato é um sentido que tem o poder tanto de aguçar o paladar, como de criar memórias afetivas.

Assim ao sentir e memorizar o cheiro do seu vinho favorito, você consegue perceber nuances que denunciam o tipo de uva usado na fabricação e até mesmo o país de origem.

Girar a taça é uma ótima forma de liberar o aroma do vinho. Então, aproxime o nariz da taça e inale. Uma boa dica para conseguir identificar o aroma é tentar encontrar cheiros em comum.

Você consegue sentir o cheiro da uva? Aromas florais? Cheiros mais doces? Tente descrever da forma mais precisa possível para conseguir identificar e memorizar o cheiro do vinho.

Com o tempo, será mais fácil para você identificar os aromas que indicam um vinho de boa qualidade. Por outro lado, preste atenção em aromas como de esmalte, papelão molhado, enxofre e vinagre são indicativos de um vinho de má qualidade.

Prove o vinho

Por último, chegou a hora de degustar com o seu paladar. Então o ideal é que, primeiro, você coloque uma pequena quantidade de vinho na boca e sinta a temperatura da bebida.

Aproveitando aqui o tema para dar uma dica, para saber mais sobre a temperatura ideal para degustação temos um artigo inteirinho que fala sobre esse assunto, então aproveite.

Faça com que o líquido passe por todas as partes da sua boca, incluindo as bochechas e gengivas. Afinal, como muita gente não sabe, essas partes também possuem glândulas degustativas.

Preste muita, muita atenção no sensorial de cada parte da sua língua. Na ponta, é possível sentir se o vinho é doce, enquanto nas laterais você identifica a acidez.

Já no fim da língua, você consegue notar o gosto do álcool e dos taninos, perceptíveis por uma sensação rugosa. Então quando essas três partes são harmonizadas, você consegue classificar a bebida como um vinho harmonizado.

Esses são alguns passos importantes sobre como fazer degustação de vinho. No entanto, tente não apressar o processo. Aprender a identificar diferenças entre um vinho e outro é algo que exige prática.

Ajuda de Profissionais

Talvez no começo você não consiga perceber bem os aromas e sabores. Mas, ao longo do tempo, será mais fácil conseguir prestar atenção em características que fazem de um vinho único.

Caso você precise de apoio, existem diversos profissionais especializados em degustação de vinho.

Participar de passeios por vinícolas também pode ser uma ótima forma de aprimorar o seu paladar e entrar em contato com bebidas diferentes.

Além de contar com esse apoio profissional, você pode também entender mais sobre o processo de fabricação do vinho e o local onde as uvas são cultivadas.

Se você ainda tiver dúvidas sobre o assunto ou quiser compartilhar dicas de como fazer degustação de vinho, deixe o seu comentário no espaço abaixo. Aproveite também para compartilhar o artigo nas redes sociais.

Obrigado e até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *