Vinho mais Caro do Mundo

Os Vinhos mais Caros do Mundo

Se você sempre quis saber quais são os vinhos mais caros do mundo, você chegou até o artigo certo.

Quem gosta de estudar sobre vinho sabe que existem algumas fabricações ao redor do mundo que costumam ter um preço mais alto.

Então, ao longo do texto você aprenderá que diversos fatores contribuem para que o preço de alguns vinhos sejam bem altos.

Então, além de conferir a lista dos vinhos com valor mais elevado, você entenderá um pouco melhor sobre o motivo pelo qual essa bebida é única!

Mas, antes de tudo, vamos descobrir quais são as garrafas mais caras (e, por consequência, mais desejadas) do mundo.

Confira abaixo a lista dos 10 vinhos mais caros do mundo (em ordem crescente):

  • Henri Jayer Vosne-Romanee (Preço médio: US$ 4.089 – máximo: US$ 9.611);
  • Domaine Leroy Musigny Grand Cru (Preço médio: US$ 4.490 – máximo: US$ 33.621);
  • Domaine Georges & Christophe Roumier Musigny Grand Cru (Preço médio: US$ 4.594 – máximo: US$ 15.972)
  • Domaine de la Romanée-Conti Montrachet Grand Cru (preço médio: US$ 4.682 – máximo: US$ 13.697);
  • Joh. Jos. Prüm Riesling Wehlener Sonnenuhr Trockenbeerenauslese (Preço médio: $5,308 – máximo: US$11,537);
  • Domaine Leflaive Montrachet Grand Cru (Preço médio: US$ 5.770 – máximo: US$ 11.476);
  • Henri Jayer Cros Parantoux, Vosne-Romanée Premier Cru (Preço médio: US$ 6.376 – máximo: US$ 19.515);
  • Egon Müller-Scharzhof Scharzhofberger Riesling Trockenbeerenauslese (Preço médio: US$ 6.478 – máximo: US$ 14.041);
  • Domaine de la Romanée-Conti, Romaneée-Conti Grand Cru (Preço médio: US$ 12.738 – máximo: US$ 54.394);
  • Henri Jayer Richebourg Grand Cru (Preço médio: US$ 16.325 – máximo: US$ 26.443).

Por que o vinho é uma bebida cara?

Como você pode ver, existem algumas garrafas que têm um preço bastante salgado. Isso acontece principalmente pelo fato de que ele é produzido à partir das uvas.

Logo, muitos fatores podem prejudicar sua fabricação. Da mesma forma, existem formas de cultivo que costumam ser mais caras.

Então basicamente, existem 5 grandes fatores a levar em consideração quando falamos dos vinhos mais caros do mundo. São eles:

Rendimento da parreira

Mas, para entender por que o rendimento menor faz com que o vinho seja mais caro, é preciso saber que a parreira tem uma quantidade limitada de nutrientes que precisa distribuir para todas as uvas que nasceram.

Sendo assim, se a quantidade de frutas for menor, mais nutrientes cada uma terá.

O problema disso é que a quantidade de vinho que pode ser produzida é menor. Assim, os produtores precificam a qualidade da bebida produzida a partir dessas frutas “super nutridas”.

Seleção das uvas

Outro aspecto importante é a pré-seleção das uvas utilizadas para produzir o vinho. Sendo assim, normalmente, os produtores separam os melhores cachos para produzir edições limitadas ou especiais de uma garrafa.

Como isso exige uma atenção extra e um trabalho artesanal, o preço aumenta.

Desastres ambientais

O vinho é uma bebida que depende de boas condições climáticas e ambientes estáveis. Afinal, é preciso cultivar bem as uvas para que elas nasçam e cresçam com a qualidade que esperamos de uma boa garrafa de vinho.

No entanto, como qualquer outra atividade agrícola, os vinhedos também estão sujeitos aos desastres ambientais.

Se por algum motivo um desses desastres prejudicar uma boa safra, também será preciso compensar o valor. Afinal, as uvas que “sobreviveram” serão responsáveis por toda a produção daquela safra.

Modo de fabricação

Nem todo vinho é produzido da mesma forma. As uvas destinadas aos vinhos mais baratos costumam ser preparadas em grandes tanques de fermentação. A fabricação, nesse caso, costuma ser bastante rápida.

Mas, edições especiais e vinhos cuja qualidade é superior têm suas uvas tratadas de forma diferenciada.

O processo é acompanhado por um enólogo, o líquido fica mais tempo na vinícola e assim, é deixado para envelhecer em sofisticados barris de carvalho. Certamente esse repouso pode durar meses e até mesmo anos!

Vinhos Envelhecidos mais Caros

Tudo isso justifica o preço mais elevado das garrafas.

Impostos

Por último, não podemos deixar de citar os impostos no preço dos vinhos mais caros do mundo.

Certamente se você aprecia a bebida, provavelmente já percebeu que garrafas de outros países – geralmente europeus – costumam ter o valor mais elevado.

Aliás, na lista que preparamos acima, não existe nenhum vinho brasileiro.

Isso acontece porque os impostos de importação costumam ser altíssimos. Assim, para ter uma ideia, os vinhos europeus estão sujeitos a até 85% de seu valor em impostos! Então, o preço final será maior do que você está acostumado.

Pronto. Agora você já entende por que existem algumas garrafas cujo valor pode ultrapassar a marca de 50 mil dólares. Entretanto, lembre-se de que o valor não é o único indicativo de qualidade.

Portanto, não deixe de se aventurar pelo mundo maravilhoso dos vinhos e degustar diferentes versões para encontrar sua favorita.

Você já provou algum dos vinhos mais caros do mundo? Então compartilhe a sua experiência no espaço de comentários abaixo ou deixe o seu testemunho de vinhos mais caros.

Aproveite também para compartilhar nosso artigo em todas as suas páginas nas redes sociais!

Obrigado e até a próxima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *