Cor do vinho

A Cor do vinho: o que isso diz sobre eles

Você sabe o que as cor do vinho dizem sobre as bebidas? Para quem é apaixonado por esse universo, saber o que causa a coloração de cada garrafa é muito importante para conhecer as características da fabricação.

Dessa forma, fica mais fácil perceber as nuances de sabores e escolher as harmonizações certas. Então, sem mais delongas, vamos compreender melhor o assunto?

O que a cor do vinho dizem sobre eles?

Qual é a importância da cor do vinho?

O vinho tinto é um dos mais famosos ao redor do mundo. Sua coloração é um vermelho intenso, obtido por meio de componentes presentes na casca da uva.

Esses pigmentos são conhecidos como polifenóis. Por sua vez, seus dois principais grupos são as antocianinas e os taninos.

Esses componentes costumam ser extraídos durante a vinificação. Dessa forma, sua quantidade afeta diretamente na intensidade da coloração do vinho tinto.

A antocianinas costumam ser púrpuras, enquanto os taninos são mais alaranjados e amarelados. Dessa forma, eles são responsáveis também pela coloração dos vinhos brancos e rosés.

Porém, nesse caso, vale ressaltar que as cascas das uvas costumam ser retiradas. Logo, a presença dessas substâncias químicas é praticamente inexistente.

A coloração do vinho branco costuma ser mais intensa de acordo com o envelhecimento. Ou seja, o processo natural de oxidação e polimerização da bebida faz com que eles fiquem com suas cores características.

As cores de vinho também podem dizer muito sobre o sabor. Dessa forma, os vinhos mais avermelhados são conhecidos pelos sabores mais intensos. Já as colorações menos intensas costumam proporcionar um sabor mais suave.

O que procurar na cor do vinho?

Se você quer acrescentar a análise da cor em sua degustação, o ideal é servir pouco menos de um terço da bebida na taça. Então, incline o recipiente em uma superfície branca e sob a luz para que você possa ter uma ideia melhor da cor. Com isso, você pode analisar a cor de acordo com os critérios a seguir:

Vinhos tintos

Como já mencionamos acima, os vinhos tintos costumam ter a coloração vermelha intensa.

Com o tempo, a cor pode ficar mais suave, evoluindo de acordo com a escala púrpura/violeta, vermelho/rubi e granada/tijolo. Logo, a coloração mais suave indica um bom tempo de amadurecimento para consumo da bebida.

Vinhos brancos

Agora, no caso dos vinhos brancos, a coloração não é tão importante. O que você pode observar é a transparência e o brilho para perceber nuances no sabor e aroma da bebida.

Os vinhos brancos ficam mais escuros conforme o seu envelhecimento. Logo, eles podem apresentar a coloração amarela clara, amarelo mais próximo ao tom da palha, dourado e âmbar.

Vinhos rosados

Cor do vinho - saiba mais

Por último, não podemos deixar de falar também das cores de vinhos rosados. Nesse caso específico, a coloração nem sempre é um indicativo de sua idade e tempo de amadurecimento. Afinal, o vinho rosé geralmente é consumido muito jovem.

Portanto, as diferenças nas cores refletem o tipo de uva utilizado durante a sua fabricação. Além disso, o contato com as cascas da uva e com o carvalho também podem causar alterações que indicam a suavidade do sabor.

Geralmente, as cores do vinho rosé varião entre rosa, salmão e alaranjado.

Independente da cor, não há dúvidas de que uma boa garrafa de vinho pode melhorar qualquer ocasião. Então, comece a prestar atenção nessas diferenças para saber quais são as suas favoritas e montar a sua adega de acordo com o seu gosto pessoal. Boa sorte!

Caso você ainda tenha dúvidas sobre o tema, deixe seu comentário no espaço abaixo. Aproveite também para compartilhar o artigo nas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *