Tipos de vinho

Tipos de vinho: aqui tem muitas curiosidades pra você

Existe uma grande variedade de tipos de vinho no mundo e que são produzidos em diversos países em uma infinidade de tipos, aromas e sabores.

O clima, a escolha do terreno e das uvas têm um papel muito importante. Mas há algo que é determinante na formação das peculiaridades de cada vinho, e isto é a escolha da técnica para o processo de produção do vinho.

E isto gera uma variedade de estilos, cores e gostos que todos nós, amantes de vinho, devemos procurar conhecer.

Entretanto, esse universo do vinho possui um status, e muitas vezes o preço alto. Mas embora existam vinhos a preço de carros populares, é possível encontrar vinhos excelentes com preços acessíveis.

Por isso é importante conhecer e entender os detalhes que fazem toda diferença na hora da compra. Seja em um restaurante ou na hora de preparar aquele jantar pra lá de especial.

A maioria das cartas de vinho parecem estar escrito em outro dialeto, coisas que não ajudam aos iniciantes. Então vamos aprender um pouco sobre isso?

Tipos de vinho pela coloração

Cores e os Tipos de Vinho

A cor pode ser criada pela variedade de uvas utilizadas na elaboração da bebida e também pela maneira como o vinho é produzido.

Nas cascas contêm uma grande quantidade de pigmentação que é responsável por boa parte da cor final do vinho poduzido.

Vinho Branco

São produzido com uvas brancas na maioria dos casos, mas também podem ser feitos com uvas coloridas ou tintas, tendo suas cascas retiradas antes do momento de fermentação.

Vinho Tinto

Como você já deve ter imaginado, o vinho tinto é produzido com as cascas de onde vem boa parte da coloração característica. A intensidade da cor varia de acordo com o tipo da uva utilizada.

Na produção do vinho tinto, após serem colhidas, as uvas são prensadas para formação do mosto que é transferido para o tanque de fermentação.

A maneira como cada etapa deste tipo de vinho é feita definirá quais serão as características do vinho produzido.

Vinho Rosé

O vinho Rosé é produzido com as uvas tintas, porém o vinho fica menos tempo em contato com as cascas na fermentação, dando um tom mais leve e rosado ao vinho.

Entre os tipos de vinho Rosé temos os leves e os encorpados. Geralmente são encontrados no mercado sendo eles secos e sem açúcar evidente.

Os leves se aparentam com vinho branco, com coloração suave entre cereja claro e salmão. São bonitos e bem refrescantes. Podem ser servidos sozinhos ou acompanhado de pratos de verão.

Os encorpados tem cores mais intensas, maior teor alcoólico e mais peso ao degustar. Esses são excelentes para acompanhar carnes brancas, grelhados ou cozidos e vegetais.

Temos um artigo inteirinho sobre o vinho rosé, então se você se interessou da uma passadinha lá e fique por dentro de todas informações.

Outras variáveis são

Espumante - tipos de Vinho

Espumante

Produzido com o auxílio do dióxido de carbônico gerado pela fermentação da uva. Este vinho é feito a partir de diferentes tipos de uvas finas.

As diferentes tipificações do espumante se dá pelo tipo de fermentação. Vamos ver dois deles:

Asti é um método em que o gás é resultado de apenas uma fermentação natural das uvas moscato. Apresenta baixo teor alcoólico e bem mais adocicado.

Já o método Charmat o vinho passa por duas fermentações. Sendo a primeira naturalmente e na segunda é adicionado uma solução com nutrientes e leveduras então realiza-se uma nova fermentação em grandes tanques de Inox.

Ele tem mais complexidade e mais estrutura em relação ao anterior.

Vinho Sobremesa

A variedade neste tipo de vinho é grande e são bastante distintos. Mas a principal característica entre eles é que apresentam doçura mais intensa e mais concentradas.

Isso acontece porque são produzidos a partir da colheita tardia. Isso significa que eles são produzidos com uvas no período pós maturação que são ricas em açucares, sendo fermentados parcialmente para que a doçura seja presente.

No podridão nobre ou botrytizados o vinho sobremesa é produzido por uvas que foram atacadas por fungos, tidos em climas como manhas úmidas e tarde quentes e secas.

Quer saber mais sobre essa doçura? Então de uma olhadinha no nosso artigo específico desse tipo de vinho.

Algumas características que diferenciam os tipos de vinhos

Acidez

O tanino que é um componente químico presente no vinho que atua na longevidade e no sabor da bebida, também são responsáveis pela sensação de secura na boca.

Propriedade que é transferida para o vinho através de cascas, sementes e engaços das uvas. Mas o contato com a madeira nos barris de carvalho também podem ressaltar o tanino.

Eles ainda são responsáveis pelo processo de envelhecimento em todos os tipos de vinho, possibilitando-lhe maior estrutura.

Porém os vinhos com teor mais alto em taninos, podem não são tão bem avaliados como aqueles que possuem taninos equilibrados.

Álcool

É formado por meio da levedura do açúcar natural que existe no suco de uva. Assim passa pelo processo de fermentação até alcançar o teor alcoólico desejado.

Porém quando o desejo é produzir tipos de vinho fortificado o álcool pode ser adicionado a bebida.

O álcool é o principal responsável por criar as gotas que escorrem no interior da taça, as chamadas lágrimas do vinho. Quanto maior o nível de álcool mais quente ele irá parecer ao paladar e mais encorpado será.

O corpo do vinho

Esse assunto tem relação com a densidade que a bebida carrega, sendo perceptível pela sensação na boca ao provar o vinho.

Um exemplo para ilustrar essa diferença é o leite integral, o desnatado e o semidesnatado. Assim também é com o vinho ele pode ser um liquido mais espeço ou menos.

Entre os diferentes tipos de vinho, os principais fatores que promovem essas variações estão: a concentração de uva, o envelhecimento nos barris de carvalho, os níveis de álcool, quantidade de açúcar, dentre outros.

A doçura

No momento do processo de fermentação do vinho a levedura consome o açúcar natural no suco da uva e quando todo açúcar é consumido estas mesmas leveduras morrem

Desta forma é determinada a doçura dos vinhos, isto é, pela quantidade de açúcar que permanece na bebida depois da morte das leveduras.

Os tipos de Vinho também podem ser

Tipos de Vinho

Vinhos Fortificados

Sua principal característica é que esse tipo de vinho é interrompido no processo de fermentação pela adição de aguardente vínica. O que gera o aumento do álcool permitindo a doçura no vinho.

Exemplos: Jerez, Vinho do Porto e Vinho Madeira

Vinhos Passificados

Produzidos com uvas maduras, que são colocadas para secar após serem colhidas. Isto permite conseguir maior concentração de açucares no vinho.

Viu só, quanta diversidade nesse universo maravilhoso? Agora você terá mais familiaridade com os termos utilizados nos rótulos de vinho e certamente terá mais facilidade ao escolher sua garrafa preferida!

Então ficamos por aqui, esperamos ter conseguido sanar suas dúvidas. Caso ainda queira saber mais sobre os tipos de vinho veja nossa catálogo de artigos com os mais diversos tipos de vinho.

Se você gostou deixe seu comentário abaixo. Sentimos muito felizes e honrados por ter você por aqui, volte sempre, pois toda semana temos novos artigos!

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *